Print Friendly, PDF & Email

Pele e higiene

Bons hábitos para uma pele bonita

Como um espelho da sua saúde, a sua pele reflecte o seu estilo de vida: a alimentação, horas de sono, prática de actividade física, exposição solar e até consumo de álcool e tabaco têm consequências sobre a tez e o envelhecimento cutâneo. Descubra connosco os bons hábitos a adquirir para uma pele saudável… e os que deve abandonar!

Adoptar um regime alimentar equilibrado

O que comemos pode ter uma influência determinante no aspeto da pele. Para uma epiderme bem nutrida, opte por uma alimentação variada e equilibrada privilegiando frutas e legumes ricos em vitaminas e minerais, peixes ricos em ácidos gordos essenciais, alimentos antioxidantes como tomate, frutos secos, espinafres, ovos etc. Se a sua pele for seca não se esqueça de consumir óleos em quantidade suficiente variando a fonte (azeite, abacate, amendoim, coco…). Habitue-se a beber pelo menos 1.5litros de água por dia para hidratar a sua pele e preservar a sua elasticidade.

Praticar uma actividade física regular

Se todos conhecemos as mais-valias do desporto para a saúde, muitas vezes ignoramos as suas virtudes para a pele. A prática de exercício físico aumenta a oxigenação dos tecidos, estimulando a produção de colagénio contribuindo assim para a firmeza cutânea. Por outro lado, o ritmo cardíaco aumenta durante o exercício físico, o que ativa a circulação sanguínea e favorece a eliminação de toxinas acumuladas. Um verdadeiro cocktail para uma tez saudável!

Dormir suficientemente

Os efeitos de uma noite mal dormida podem passar desapercebidos aos 20 anos, mas ficam evidentes depois dos 30: traços vincados, olheiras, tez baça etc. Por outro lado, após uma boa noite de sono, a pele fica mais rosada e a tez mais lisa e luminosa. A longo prazo, a falta de sono torna-se um grande inimigo da nossa pele: perturba o processo de renovação celular, acelerando assim o processo de envelhecimento cutâneo. Para manter uma pele lisa e firme é aconselhável dormir pelo menos 7 a 8 horas por noite.

Aproveitar o sol com moderação

O sol, muito positivo para o nosso humor, é também indispensável à nossa saúde: permite ao corpo produzir vitamina D necessária para os nossos ossos. A exposição solar de uma área extensa do corpo, alguns minutos por dia é suficiente para beneficiar desse efeito. Após esse tempo os UV representam um perigo real para a nossa pele: escaldões, envelhecimento prematuro e cancro da pele podem aparecer aquando exposições excessivas e repetidas. Para tirar proveito dos raios solares sem por a sua pele em perigo, evite expor-se durante as horas mais quentes e use sempre um protector solar adaptado à fragilidade da sua pele e nível de exposição.

Evite o tabaco e o álcool

O excesso de álcool e tabaco são responsáveis por numerosos danos no organismo resultando em efeitos nocivos para a pele: abrandamento da renovação celular e aumento da produção de radicais livres, levando ao aparecimento de rugas precoces, tez macilenta, pele mais seca etc. Abandonar estes dois hábitos será muito positivo para a sua saúde mas também para a sua pele.

Limitar as fontes de stress

A relação entre o stress e as perturbações cutâneas está hoje em dia cientificamente estabelecida: nas pessoas mais sensíveis, períodos de tensão psicológica podem traduzir-se numa exacerbação dos sintomas da acne, eczema, alergias cutâneas, dermatite seborreica entre outras. Para o seu bem-estar mas também para a sua pele é essencial limitar as fontes de stress na sua vida ou aprender a geri-las.

Horas de sono suficientes, pratica de exercício físico e evitar o consumo de excitantes permite muitas vezes gerir melhor o stress. Se mesmo assim não o conseguir controlar, não hesite em falar sobre isso!